Papo de Garotas: Métodos Contraceptivos

Olá meninas! Hoje vamos tratar de um assunto muito sério. Está muito comum ver adolescentes cada vez mais novas, grávidas. E sempre vem aquela questão, será que é tão difícil assim se prevenir? Ou será falta de diálogo em casa com seus pais?
Então, hoje resolvi ter um papo de garota com vocês, todas sabemos que hoje em dia são vários os métodos contraceptivos existentes. Então vou falar pra vocês sobre alguns de vários métodos para prevenir uma gravidez indesejável e até mesmo doenças. Para começar a usar qualquer método abaixo é recomendado ir ao médico ginecologista, pois somente após análise o médico irá indicar o mais adequado para seu organismo.
Pílula Anticoncepcional
A pílula anticoncepcional é um comprimido que tem em sua base a utilização de uma combinação de hormônios, geralmente estrogênio e progesterona sintéticos, que inibe a ovulação. Existem cartelas com, comprimidos de 21 dias em que é preciso dar um intervalo de sete dias assim que acabar a cartela, os de 24 comprimidos com um intervalo de quatro dias e o de uso contínuo que são 28 comprimidos e a mulher não menstrua.
As cartelas vêm indicando os dias da semana, e o ideal é você tomar todos os dias no mesmo horário, pois assim vai ser mais difícil se esquecer de tomar o comprimido. Deve-se iniciar a cartela no primeiro dia da menstruação, e se caso tiver a pausa de sete ou quatro dias, dê a pausa e volte a tomar normalmente. São normais nas primeiras cartelas alguns sintomas, como: dor de cabeça, sangramento de escape, alteração de humor, náusea, vômito, alteração no peso corpóreo, aumento de tamanho ou sensação de tensão nas mamas, entre outros.


Injeção Anticoncepcional
Esse método que possui em sua fórmula a combinação de progesterona ou associação de estrogênios, com doses de longa duração. Ela pode ser tomada mensalmente ou trimestralmente, sendo aplicada na região do glúteo.
Assim como a pílula, o uso da injeção deve ser iniciado no primeiro dia da menstruação, mas com a diferença que será aplicada novamente 30 dias depois. O método trimestral tem em sua base apenas progestágeno.
As injeções também podem causar: dor de cabeça, acne, alteração do humor, aumento de pesos...

Adesivo
Esse já é um método conhecido, mas por poucas mulheres, ele é um material aderente que deve ser colocado na pele como exemplo; braço, bumbum, abaixo da barriga ou nas costas. E deve permanecer na mesma posição durante uma semana, ele possui em sua fórmula a combinação dos hormônios: progestôgenio e o estrogênio, que são liberados de forma contínua durante sete dias.
Os adesivos vêm em três unidades, sendo o primeiro colocado no primeiro dia da menstruação, e após três semanas, é necessário fazer pausa de uma semana.
Tem como efeitos colaterais: dor de cabeça, cólicas menstruais leves e náuseas.

DIU/SIU
DIU (Dispositivo intrauterino) e SIU (Sistema intrauterino), esses são métodos um pouco menos conhecido e devem ser inseridos por médicos, dentro do útero. Dependendo do produto ele pode proteger a mulher por 5 a 10 anos. Eles possuem uma diferença, o DIU é feito de cobre e não possui nenhum hormônio, e SIU libera um hormônio dentro do útero. Eles não causam aborto, eles impedem que o espermatozoide encontre o óvulo, então a mulher nem chega a engravidar. O efeito colateral mais comum é a alteração do fluxo menstrual. E caso a mulher queira engravidar é preciso conversar com seu médico para retirar o DIU/SIU.

Camisinha
Então chegamos ao mais conhecido e que eu acredito ser principalmente o mais importante, pois mesmo usando qualquer um dos métodos acima, ainda corre o risco de adquirir alguma DST. E o melhor é que não existe apenas a camisinha masculina, tem também a feminina, então não tem desculpa de não usar. É sempre bom às meninas ter uma na bolsa, assim como eles costuma ter na carteira.
Camisinha Feminina é uma bolsa de plástico fino, transparente, macio e resistente, com dois anéis, sendo um preso na borda e outro móvel (que não deve ser removido) dentro da bolsa. A camisinha deve ser colocada antes de ter qualquer contato da vagina com o pênis ou a boca, podendo ser colocada até mesmo oito horas antes da relação sexual.

Camisinha Masculina é uma capa fina de borracha (látex). A camisinha possui o lado certo para desenrolar, e para colocar o pênis deve estar ereto (ou seja, duro).
Não é indicado os dois usar a camisinha, ou seja, um ou outro precisa estar usando o preservativo durante a relação sexual.

                Então meninas, hora de procurar um ginecologista e escolher juntamente com ele o melhor método contraceptivo para você. E sempre lembrando que é melhor não arriscar ter relação sem camisinha, justamente para não correr o risco de pegar alguma DST ou engravidar.

Por hoje é só, o que acharam do assunto? Espero que tenham gostado. E o que gostariam para o próximo “Papo de Garotas”?

Beijos!
Márlly Gualberto





4 comentários:

  1. Amei seu post, deveríamos ter mais posts assim, parabéns pelo blog 💗

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Michele Franco, acredito que esse deveria ser um assunto mais comentado principalmente entre as adolescentes. Beijos :D

      Excluir
  2. Parabéns pelo post! Eu particularmente, acho que falta muuuuuuita conversa em casa. Eu mesma não tive nenhuma, minha sorte que eu sei procurar saber das coisas e me previnir. Divulgue bastante sua postagens, ira ajudar muitas meninas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa fico muito feliz por receber incentivo, como o seu. Muito obrigada *-*

      Excluir