Papo Universitário: Engenharia da Computação

         Olá amores! Hoje voltamos com mais um Papo Universitário, e no de hoje é um pouquinho diferente, pois, temos respostas duplas para todas as perguntinhas haha...  Temos participação dos meus amigos, Daniel Freitas e Victor Hugo, os dois são estudantes de Engenharia da Computação na PUC Goiás.
Continue acompanhando o post para entender um pouquinho sobre o curso.
Esquerda Daniel, Direita Victor (ignorem minha cara de doida na foto com o Victor, mas não tinha nenhuma bonitinha haha)

       1- Quantos anos e quantos períodos tem o curso?
Daniel e Victor: O curso são 10 períodos, tendo duração de 5 anos.

       2- Qual o valor do curso?
Daniel: Integralmente seria numa faixa de R$65,000 mil, como sou bolsista isso cai para uns R$32,000 mil mais ou menos. Mas pretendo fazer o ENEM de novo pra conseguir livrar dessa conta ai né.. kk


Victor: O valor é R$1.084,45 e com o vestibular social que é uma bolsa oferecida pela própria faculdade seu custo é somente 50% do valor do curso.

       3- Quais as áreas de atuação de um Engenheiro da Computação?
Daniel: Atualmente... Todas as áreas praticamente “dependem” da computação, um exemplo pra ter noção, computação está presente desde a calculadora até em foguetes espaciais. É uma área extremamente vasta e que ocupa um espaço em qualquer outra área profissional.


Victor: As áreas de atuação são: desenvolvimento de sistemas inteligentes, de aplicativos de diversas plataformas e também no desenvolvimento de jogos. Criação e execução de programas para serviços específicos, implantação, manutenção e monitoramento de redes. Desenvolvimento de periféricos e equipamentos de robótica, automação e equipamentos eletrônicos.

       4-  Com tantas Engenharias, por que escolheu a da Computação?
Daniel: Primeiramente, foi à experiência com jogos que eu já tive, porque sempre fui curioso em relação a produção, aumento de qualidade, meio que tenho um olhar empresarial nessa área desde cedo. Segundo é precisão que vem surgindo por essa área, tirando a parte que é uma área que “não tem limites” praticamente.


Victor: Então, escolhi engenharia de computação por gostar bastante de computação e suas tecnologias, e esse é o curso que sua principal atuação é na computação que é o que mais me identifico.

       5- Quais são as matérias do ensino médio que mais utilizam no curso?
Daniel: Matemática e Física são matérias que são assim... Tipo disparado mesmo, porque usa muito calculo dessas áreas. Inglês também é uma matéria que você tem que ter certo domínio, pois quase tudo é feito em inglês.


Victor: O curso é praticamente baseado em matemática, mas estudamos também física, filosofia, português, e é bom ter o conhecimento da língua inglesa.

       6- O que te fez escolher Engenharia da Computação?
Daniel: Como eu disse, foi à questão das experiências que eu tive em relação a jogos e tal. Depois passei a conhecer o quão abrangente é a área, a partir daí comecei a interessar ainda mais na área.


Victor: O amor pela computação e suas tecnologias, e a vontade de poder participar desse mundo cheio de novidades e criações incríveis, e o curso é o que mais participar, sendo daí os criadores de tais tecnologias.

       7- As aulas são muito desgastantes?
Daniel: Mais ou menos, como estou no 1º período as aulas não parecem desgastar tanto, mas é o tipo de aula que você num pode faltar, porque todo assunto que você trata depende de outro que foi dado na aula passada ou até mesmo de outra matéria.


Victor: Até então, as aulas não são desgastantes, mas o estudante de engenharia de computação deve estudar bastante os conteúdos, buscando em livros e até mesmo na internet.

    8- O que tem a dizer para quem está estudando para vestibulares e ainda não escolheu o curso que quer?   
Daniel: Pra quem está estudando, não parem e foquem em matérias que usará mais na faculdade também, porque para ter um futuro bom devemos abrir mão de algumas “regalias” de vez em quando. Se você não escolheu seu curso ainda, e não teve a experiência de conhecer cursos diretamente de alunos da universidade, pesquise, pergunte, pois todos temos uma área feita para cada um. E aqui cabe aquela frase de “Faça o que você gosta”, pois ir pra faculdade e depois ver que aquilo não foi feito pra você pode ser perda de tempo e dinheiro.


Victor: Então galerinha, busque o curso que mais se caracterize com você, e estude bastante. Pois, somente estudando para conquistar o desejado na vida, e principalmente na vida acadêmica. Boa sorte a todos!

         Bom meus amores! Por hoje foi isso, mais um Papo Universitário para vocês, se tiverem dúvidas podem deixar ai nos comentários que os meninos vão responder haha. Espero que tenham gostado e logo, logo volto com mais post assim para vocês.     

Beijos!
Márlly Gualberto




Postar um comentário