Papo de Garotas: A Vida de um Ser Humano, Vale Menos que Sua Irresponsabilidade?

         Olá amores! Para mais um Papo de Garotas trago um assunto muito sério, o ABORTO.
         Muitas meninas por desespero ao descobrir uma gravidez indesejada, tem como primeiro pensamento o aborto, e essa é uma questão muito séria, pois estamos falando de tirar a vida de um pequeno ser humano que estará se formando dentro de você.

         Primeiramente, vamos descobrir o significado do aborto e todos os riscos que podem levar tal ação.
         O que é ABORTO?
Segundo o Dicionário Silvestre Bueno, Aborto: Ação ou efeito de abortar; o mesmo que abortamento; produção imperfeita; monstro; coisa fora do comum.
Abortar: Dar à luz antes da viabilidade do nascituro; ter mau sucesso.
Resumindo, aborto é a interrupção de uma gravidez.
         Quais os tipos de aborto?
- Aborto Espontâneo: quando a gravidez é interrompida sem que seja vontade da mulher. Alguns dos fatores que podem levar a um aborto espontâneo são: Idade; Tabagismo; Alcoolismo entre outros.
- Aborto Induzido: um procedimento usado para interromper uma gravidez, muitas vezes, devido à má formação, um crime sexual, quando está em risco a vida e a saúde física e/ou psíquica da mulher ou até mesmo por opção da mulher.
- Aborto Ilegal: a interrupção de uma gravidez quando não se encontra os motivos enquadrados na Lei.
         Existem riscos para quem faz tal ação?
Os abortos legais, realizados por médicos especializados e em clínicas adequadas, são considerados seguro.
Já, o procedimento realizado “muitas vezes em clínicas clandestinas” por pessoas sem treinamento e equipamentos apropriados, pode levar a sérias complicações e até mesmo a morte.
         Quais os fatores que envolvem a questão do aborto?
Moral, Ética, Legal e Religião. Esses são os fatores que envolvem tal questão. Porém, sabemos que os fatores Legais e Religiosos são os mais discutidos.
Segundo, A Constituição Brasileira declara, no caput do Art. 5º, que o direito à vida é inviolável; o Código Civil, que os direitos do nascituro estão assegurados desde a concepção (Art. 2º); e o Art. 4º do Pacto de São José, que a vida do ser humano deve ser preservada desde o zigoto. O argumento de que a Constituição apenas garante a vida da pessoa nascida – não do nascituro – e que nem sequer se poderia cogitar de “ser humano” antes do nascimento é, no mínimo curioso: retira o homem a garantia constitucional do direito à vida até um minuto antes de nascer e assegura a inviolabilidade desse direito a partir do instante do nascimento.
         Art. 128 do Código Penal – Decreto Lei 2848/40
         CP – Decreto Lei Nº 2.848 de 07 de Dezembro de 1940
Art. 128 – Não se pune o aborto praticado por médico: (Vide ADPF 54)
- Aborto Necessário
Ø I – Se não há outro meio de salvar a vida da gestante;
- Aborto no caso de gravidez resultante de estupro
Ø  II – Se a gravidez resulta de estupro e o aborto é procedido de consentimento de gestante ou, quando incapaz de seu representante legal.
Em questão de Religiosidade sabemos que cada Religião tem a sua crença. E devido a isso, acaba sendo algo de difícil aceitação para muitas pessoas.
     E depois de tudo o que foi descrito acima, você acha que tem o direito de tirar uma vida que mal está começando dentro de você devido a sua irresponsabilidade?
     Previna-se para não tirar a vida de um ser inocente.
DIGA NÃO AO ABORTO!
Beijos!
Márlly Gualberto




Postar um comentário